handstalk, o conteúdo é acessivel com Vlibras!
Cidadão SP
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp

Em tempos de ameaça à democracia, o programa do MIS que debate filmes à luz da ciência convida Cláudia Costin, fundadora e diretora do Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais da FGV, e Rodrigo Parreira, físico e CEO da Logicalis Latin America, para falar sobre “Fahrenheit 451”, adaptação cinematográfica do romance homônimo de Ray Bradbury, dirigida por François Truffaut em 1966, que apresenta um sistema totalitário que proíbe livro e leitura. A mediação é de José Luiz Goldfarb, curador do projeto. 

Assista no canal do MIS no YouTube.

* com interpretação em Libras 

Sobre os convidados: 
Claudia Costin
 é fundadora e diretora do CEIPE FGV – o Centro de Políticas Educacionais da Fundação Getulio Vargas, Rio de Janeiro. Foi Diretora Global de Educação do Banco Mundial, membro da Comissão Global sobre o Futuro do Trabalho da Organização Internacional do Trabalho (OIT). É professora visitante da Faculdade de Educação da Universidade de Harvard e foi professora da PUC-SP, do Insper e da Enap (Canadá). Foi ministra da Administração e Reforma do Estado, Secretária de Cultura do Estado de São Paulo e Secretária de Educação do município do Rio de Janeiro. É articulista da Folha de S.Paulo e cofundadora do movimento da sociedade civil Todos Pela Educação. Integra, desde o final de 2020, o UIL – Instituto para Aprendizagem ao Longo da Vida – Institute for Lifelong Learning – da Unesco e o Conselho da Qatar Foundation. 

Rodrigo Parreira é bacharel em Física pela Universidade de São Paulo, mesma instituição onde obteve seu doutorado em Física Matemática. Após um pós-doutorado na Universidade de Princeton, nos EUA, iniciou uma carreira corporativa, na área de consultoria estratégica voltada à tecnologia da informação e telecomunicações. Atualmente é CEO da Logicalis Latin America, uma das maiores empresas de serviços e integração de soluções tecnológicas atuantes na América Latina, com mais de 3000 colaboradores e presença em 11 países da região. 

Sobre o curador e mediador: 
José Luiz Goldfarb
 possui graduação em Física pela Universidade de São Paulo (1978), mestrado em Filosofia e História da Ciência – McGillUniversity, Canadá (1980) e doutorado em História da Ciência pela Universidade de São Paulo (1992). Atualmente é professor da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, vice-coordenador do Programa de Estudos Pós-Graduados em História da Ciência para o Biênio 2018/2019 e presidente da Cátedra de Cultura Judaica da PUC-SP. É ainda conselheiro do Museu Judaico de São Paulo e membro Honorário da Academia Paulista de Educação. 

Sobre o filme: 
“Fahrenheit 451” 

(dir.: François Truffaut, Reino Unido, 1966, 112 mim, 12 anos, disponível no Vimeo) 

Num futuro distópico, livros e todas as formas de escrita são proibidos por um regime totalitário, sob o argumento de que fazem as pessoas infelizes e improdutivas. Se alguém é flagrado lendo, é preso e “reeducado”. Se uma casa tem muitos livros e um vizinho denuncia, os “bombeiros” são chamados para incendiá-la. Montag é um desses bombeiros. Chamado para agir numa casa “condenada”, ele começa a furtar livros para ler. Seu comportamento começa a mudar, até que sua mulher, Linda, desconfia e o denúncia. Enquanto isso, ele mantém amizade com Clarisse, uma mulher que conhecera no metrô. Ela o incentiva e, quando ele começa a ser perseguido (e morto, segundo a versão divulgada na TV pelo governo), ela o leva à terra dos homens-livro, uma comunidade formada por pessoas que memorizavam livros e depois os destruíam. 

SOBRE O #MISEMCASA
A campanha #MISemCASA traz conteúdos em diferentes formatos em todas as plataformas digitais do MIS. A ação acontece em conjunto com o #Culturaemcasa, desenvolvido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa, por conta da orientação do Centro de Contingência do Covid-19 – que determinou que os equipamentos culturais do Governo do Estado de São Paulo tenham seu funcionamento suspenso temporariamente. Conheça a ação #culturaemcasa: cultura.sp.gov.br/culturaemcasa/.

O MIS agradece aos patrocinadores e apoiadores da programação, que também apoiam a iniciativa digital #MISemCASA: Kapitalo Investimentos (patrocínio), Cielo (patrocínio), Vivo (patrocínio), TozziniFreire Advogados (apoio institucional), Bain & Company (apoio institucional) e Telhanorte (apoio operacional).

Galeria de Fotos

Assista #misemcasa